Publicidade

 


Resultados 1 a 1 de 1

Tópico: Africa

  1. #1
    G-Sat VIP Avatar de nina5000
    Data de Inscrição
    Oct 2006
    Localização
    algarve
    Idade
    42
    Mensagens
    5.270
    Agradecer
    0
    Agradecido 15 vezes
    Em 7 tópicos

    Padrão Africa



    O continente onde a espécie humana deu seus primeiros passos é atualmente marcado por fome, conflitos étnicos, guerrilhas, miséria.
    Enquanto o planeta caminha impulsionado pela globalização da economia, a África parece ficar à margem, esquecida.

    A localização Geográfica

    Com uma área territorial de pouco mais de 30 milhões de quilômetros quadrado, o continente africano é o terceiro em extensão. Cortam a África três dos principais paralelos terrestres: Equador, Trópico de Câncer e Trópico de Capricórnio, além do meridiano de Greenwich.
    Estendendo-se de 37 graus de latitude norte a 34 graus de latitude sul e de 18 graus de longitude oeste a 51 graus de longitude leste, o território africano distribui-se pelos quatros hemisférios do planeta. Por outro lado, está compreendido em apenas duas zonas climáticas: a intertropical (equatorial e tropical norte e sul) e temperada do norte e do sul.
    A África apresenta um litoral pouco recortado e é banhada, a oeste, pelo oceano Atlântico; a leste pelo oceano Índico; ao norte, pelo mar mediterrâneo; e a nordeste, pelo mar Vermelho.

    A Paisagem Natural da África

    O relevo africano, predominantemente planáltico, apresenta considerável altitude média – cerca de 750 metros. As regiões central e ocidental são ocupadas, em sua quase totalidade, por planaltos intensamente erodidos, constituídos por rochas muito antigas e limitados por grandes escarpamentos.
    Os planaltos contornam depressões relativas cortadas por rios, nas quais também se encontram lagos. Dentre dessas depressões, que podem ser chamadas de bacias, destacam-se as do alto Nilo, do Congo e do Chade.
    Cortando a parte central da África, o Equador estabelece um grande semelhança entre os tipos de clima do norte e do sul. As proporções setentrional e meridional do continente africano são as que apresentam o menor índice de pluviosidade; nas regiões próximas do equador, as chuvas são abundantes.
    Distingui-se na África os climas equatorial, tropical, desértico e mediterrâneo.
    O clima equatorial, quente e úmido o ano todo, abrange parte da região centro-oeste do continente; o tropical quente, com invernos secos, domina quase inteiramente as terras africanas, do centro ao sul, inclusive a ilha de Madagáscar; o clima desértico, por sua vez, compreende uma grande extensão da África, acompanhando os desertos do Saara e de Calaari; finalmente, o clima mediterrâneo manifesta-se em pequenos trechos do extremo norte e do extremo sul do continente, apresentando-se quente com invernos úmidos.
    Nas áreas de clima equatorial, as chuvas são abundantes o ano inteiro; graças à pluviosidade, a vegetação dominante é a floresta equatorial densa e emaranhada. Ao norte e ao sul dessa faixa, onde o verão é menos úmido e a região não está sujeita às influências marítimas, aparecem savanas, que constituem o tipo de vegetação mais abundante no continente. Circundam essa região zonas em que as temperaturas são mais amenas, a pluviosidade menor e as estações secas bem pronunciadas. Aí se encontram as estepes que, à medida que alcançaram áreas mais secas, tornam-se progressivamente mais ralas, até se transformarem em regiões desérticas.
    Ao longo do litoral do mediterrâneo e da África do Sul, sobressaí a chamada vegetação mediterrânea, formada por arbustos e gramíneas. Nessa área concentra-se a maior parte da população branca do continente.

    A População Africana

    Apesar de ser o terceiro continente em extensão territorial, a África é relativamente pouco povoada. Abriga cerca de 633 milhões de habitantes – população muito menor que a de países como a China e a Índia –, cifra que lhe confere uma densidade demográfica semelhante à brasileira: 21 habitantes por quilômetro quadrado.
    Essa pequena ocupação demográfica encontra explicações nos seguintes fatores:

    • Grande parte do continente é ocupada por áreas desfavoráveis a concentrações humanas: desertos, florestas densas e emaranhadas e formações vegetais típicas de solos pobres;
    • Os índice de mortalidade são muito altos; embora tenham diminuído nos últimos 50 anos, ainda se mantêm superiores aos de outros continentes;
    • A África é um continente que recebeu poucas correntes migratórias; ao contrário, perdeu inúmeros habitantes na época to tráfico de escravos.

    A maior parte da população africana é constituída por diferentes povos negros, mas há expressiva quantidade de brancos, que vivem principalmente na porção setentrional do continente, ao norte do deserto do Saara – por isso mesmo denominada África Branca. São principalmente árabes, egípcios e berberes, entre os quais se incluem os etíopes e os tuaregues; há ainda, embora em menor quantidade, judeus e descendentes de europeus.
    Ao sul do Saara temos a chamada África Negra, povoada por grande variedade de grupos de negróides que se diferenciam entre si principalmente pelo aspecto físico, mas também por diferenças culturais, como as religiões que professam e a grande diversidade de línguas que falam.
    Em correspondência com os diferentes ramos étnico-culturais, encontra-se na África três religiões principais: o islamismo, que se manifesta sobretudo na África Branca, mas é também professado por numerosos povos negros; o cristianismo, religião levada por missionários e professada em pontos esparsos do continente; e o animismo, seguido em toda a África Negra.

    Um Continente de Famintos

    Há no mundo diversa regiões atingidas pela fome, que mata milhares de pessoas todos os anos. Entres os principais focos figuram o Haiti, a Indochina, a Índia, Bangladesh e o nordeste brasileiro. Em nenhum outro lugar, porém, o problema é tão disseminado quanto na África. Pelo menos trinta países africanos são duramente atingido pela fome, sobretudo aqueles localizados em torno do deserto do Saara. Por isso, não raro a fome no continente africano é associado à aridez do clima e à irregularidade das chuvas. As adversidades climáticas, entretanto, somente ampliam a miséria de milhares de africanos, que vivem abaixo das condições mínimas de sobrevivência.

    Atividades econômicas

    Os setores econômico em que os países africanos apresentam algum destaque constituem herança do seu passado colonial: o extrativismo e a agricultura – setores em que são baixos os investimentos e o custo da mão de obra –, cuja produção é destinada a abastecer o mercado externo.
    A África detém grandes reservas minerais, destacando-se o ouro e os diamantes da África do Sul, do Zaire e de Gana, que respondem pela maior parte da produção mundial. É igualmente rica em fontes energéticas como petróleo e o gás natural, explorados principalmente na Nigéria, no Gabão, na Líbia, na Argélia e no Egito.
    O subsolo africano fornece também em abundância os seguintes minerais: antimônio (África do Sul), fosfatos (Marrocos, grande produtor mundial), manganês (Gabão e África do Sul), cobre (Zâmbia e Zaire) e urânio (África do Sul e Gabão).
    A caça, a pesca e a coleta de produtos naturais ainda constituem importantes fontes de renda para grande parcela da produção africana. No extrativismo animal, figuram em primeiro plano o comercio de couro e de peles em Burquina, Botsuana e Djibuti, e o de marfim na África do Sul, Congo, Moçambique e Gabão. O extrativismo vegetal fornece como principais produtos madeiras, resinas e especiarias, nos países cobertos parcialmente pela floresta equatorial; óleo de palmeira, no Benin e na Costa do Marfim; tâmaras, nos países do Saara.
    A agricultura africana apresenta-se sob duas formas: a de subsistência e a comercial. A primeira é rudimentar, itinerante e extensiva – planta-se em grandes extensões de terra, que são cultivadas anos seguidos, até ocorrer o esgotamento do solo.
    Devido às condições naturais pouco propícias à criação de gado bovino, a África tem na pecuária uma atividade econômica de limitado alcance, em geral praticada de forma nômade ou extensiva. O maior destaque é para a criação de carneiros na África do Sul e na Etiópia, além de pequenos rebanhos conduzidos por nômades nas regiões de estepes. Nos países situados ao norte do Saara, criam-se camelos e dromedários, animais de grande porte utilizados como meio de transporte. Nessa região, os rebanhos caprino e ovino também são significativos.
    A incipiente industrialização africana está restrita a alguns pontos do território. Iniciou-se tardiamente, após o processo de descolonização, motivo pelo qual as industrias africanas levam grande desvantagem em relação ao setor industrial de países desenvolvidos, mas industrializados, como o Brasil. E esse distanciamento agrava-se dia a dia com o permanente aprimoramento industrial e tecnológico dos países desenvolvidos.
    Toda a estrutura econômica africana é extremamente frágil e dependente, fato que se torna mais evidente no setor industrial: a escassez de capitais, a falta de mão-de-obra técnica especializada e a insuficiência dos maios de transporte, aliados ao baixo poder aquisitivo da população, compõe um quadro nada propício ao desenvolvimento. Mesmo a variedade de matérias-primas, sobretudo minerais, que poderia ser utilizada para promover a industria africana, é destinada basicamente ao mercado externo.


  2. # ADS
    Link Patrocinador
    Data de Inscrição
    03-10-2006
    Localização
    G-Sat
    Idade
    6
    Mensagens
    Muitas
     

Tópicos Similares

  1. África
    Por nina5000 no fórum Geografia
    Respostas: 0
    Última Mensagem: 21-07-2007, 14:56
  2. africa do sul
    Por algarvio no fórum Paisagens
    Respostas: 0
    Última Mensagem: 13-02-2007, 18:06
  3. Dr. Alban Hallo Africa telemoveis de mp3
    Por amigo_sat no fórum Multimedia
    Respostas: 0
    Última Mensagem: 18-11-2006, 13:57

Patrocínio em Destaque

Marcadores
DESCUBRA A DECO PROTESTE
Experimente já, durante 2 meses por apenas 2€ e receba um leitor MP5 multimédia de presente!
Saiba mais aqui.

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •