Publicidade

 


Resultados 1 a 3 de 3

Tópico: 04 de Outubro de 1957 (1º satélite artificial "Sputnik" entra no espaço)

  1. #1
    G-Sat VIP Avatar de vander
    Data de Inscrição
    Oct 2006
    Localização
    Chaves
    Idade
    40
    Mensagens
    4.358
    Agradecer
    77
    Agradecido 48 vezes
    Em 19 tópicos

    Padrão 04 de Outubro de 1957 (1º satélite artificial "Sputnik" entra no espaço)

     

    Sputnik, que em Russo significa "amigo" ou "companheiro", pode ser o seguinte:

    - o primeiro satélite artificial lançado pela URSS (e o primeiro objeto fabricado pelo homem a orbitar a Terra);
    - um conjunto de espaçonaves e lançadores Sputnik;
    - o programa de foguetes e espaçonaves Sputnik e suas missões não tripuladas.

    Sputnik foi o primeiro satélite artificial da Terra. Foi lançado pela URSS em 4 de outubro de 1957 no Cosmódromo de Baikonur (base de foguetes da URSS), e a missão que o lançou chamou-se Sputnik I. O Sputnik era uma esfera de aproximadamente 58,5 cm e pesando 83,6 kg. Ele não tinha nenhuma função, a não ser transmitir um sinal de rádio, "beep", que podia ser sintonizado por qualquer radio-amador. O satélite orbitou a Terra por seis meses antes de cair.

  2. # ADS
    ========
    Data de Inscrição
    03-10-2006
    Localização
    G-Sat
    Idade
    6
    Mensagens
    Muitas

       Publicidade

     

     

  3. #2
    G-Sat VIP Avatar de tiago-05
    Data de Inscrição
    Nov 2006
    Idade
    68
    Mensagens
    698
    Agradecer
    8
    Um Membro agradeceu este tópico

    Padrão Re: 04 de Outubro de 1957 (1º satélite artificial "Sputnik" entra no espaço)

    [sapo="Sputnik comemora 50 anos"]3tscqCshZz0cFF6qILWd[/sapo]

  4. #3
    G-Sat VIP Avatar de tiago-05
    Data de Inscrição
    Nov 2006
    Idade
    68
    Mensagens
    698
    Agradecer
    8
    Um Membro agradeceu este tópico

    Padrão Re: 04 de Outubro de 1957 (1º satélite artificial "Sputnik" entra no espaço)

    Lisboa, 04 (Lusa) - O Sputnik, o primeiro satélite artificial lançado faz hoje 50 anos, marcou a abertura das "auto-estradas" da comunicação espacial, onde hoje uma simples chamada telefónica acciona pelo menos quatro satélites, disse à Lusa o físico Carvalho Rodrigues.
    "A nossa vida toda está ´pendurada` em satélites, desde as comunicações telefónicas às operações no Multibanco ou às emissões de televisão. O mundo mudou completamente por causa das auto-estradas do espaço abertas pela primeira vez pelo Sputnik [´amigo` em russo]", disse o cientista conhecido como o "pai" do satélite português PoSat-1.
    Uma simples chamada telefónica acciona sem nos apercebermos pelo menos quatro satélites e um pagamento bancário é feito através de uma transferência de electrões [no espaço], exemplificou, adiantando que passámos a acreditar "em coisas que não vêmos".
    O Sputnik, o primeiro satélite artificial foi lançado pela antiga União Soviética a 04 de Outubro de 1957, abrindo caminho à Idade do Espaço e introduzindo mudanças radicais no quotidiano das pessoas.
    Hoje em dia os satélites são usados para quase tudo e dificilmente teríamos a mesma qualidade de vida sem eles.
    Previsões meteorológicas, monitorização de terroristas ou de violadores dos direitos humanos, como na recente crise de Myanmar, onde foram usados satélites comerciais para obter imagens que documentassem os abusos, ou sistemas de geoposicionamento (GPS) são exemplos da forma cada vez mais alargada como os humanos usam esta tecnologia.
    O que vemos na televisão, as formas como comunicamos ou pagamos as contas, tudo mudou com o advento dos satélites, hoje tecnologicamente muito longe da bola de 83 quilos, com quatro antenas.
    Famoso pelos seus "bips" e símbolo do poderio da União Soviética, a principal missão do Sputnik foi a de abrir à Humanidade as portas do universo.
    "A viagem dos portugueses à Madeira ou a primeira estrada construída pelos romanos nada significariam por si só, mas quando os portugueses chegaram ao Japão [1542] e a Europa ficou toda ligada por estrada percebeu-se a sua importância", disse Carvalho Rodrigues.
    Considerou o Sputnik "a primeira pequena viagem que abriu as auto-estradas do espaço e do sistema solar", que acredita será "colonizado pela humanidade".
    "Um povo que se limita a um planeta não tem futuro", disse o físico, adiantando que a colonização do sistema solar só não aconteceu por estarmos ainda a gozar a satisfação pelos avanços conseguidos.
    "Mas será uma inevitabilidade quando surgir uma próxima geração que se interesse pelo futuro da Humanidade", vaticinou.
    Sobre o estado actual do primeiro e único satélite português, lançado em 2003 e cuja morte física está prevista para 2043, Carvalho Rodrigues, que supervisionou a construção do PoSat 1, disse à Lusa que com 14 anos, o micro-satelite está a chegar ao fim da sua vida funcional.
    Para o especialista, Portugal terá no futuro um segundo satélite no espaço que se tornou numa área de "engenharia e negócios" da qual não convém estar afastado.
    CFF
    Lusa/Fim

Tópicos Similares

  1. Respostas: 0
    Última Mensagem: 17-09-2007, 10:28
  2. Todos os Satélites que podemos receber em Portugal
    Por marreta no fórum Actualidades
    Respostas: 2
    Última Mensagem: 27-11-2006, 21:08

Patrocínio em Destaque

Marcadores
DESCUBRA A DECO PROTESTE
Experimente já, durante 2 meses por apenas 2€ e receba um leitor MP5 multimédia de presente!
Saiba mais aqui.

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •