Publicidade

 


Resultados 1 a 3 de 3

Tópico: Metástases Ósseas

  1. #1
    G-Sat VIP Avatar de camartins
    Data de Inscrição
    Oct 2006
    Localização
    G-Sat
    Idade
    44
    Mensagens
    2.757
    Agradecer
    190
    Agradecido 87 vezes
    Em 53 tópicos

    Padrão Metástases Ósseas

     

    PATOGÉNESE

    O esqueleto é um dos sítios mais frequentes de migração das células malignas, um processo chamado metastização.

    Cancros comuns como o cancro do pulmão e da mama metastizam para os ossos na maioria dos doentes que morrem destas doenças. Óbviamente, isto representa um problema grave de saúde pública.

    Os padrões de metástases ósseas variam de acordo com o tipo de tumor.

    As consequências do envolvimento do esqueleto por tumores malignos é catastrófico para o doente, e incluem dores ósseas intensas associadas com significativa morbilidade (complicações) e exigindo o recurso a analgésicos narcóticos (como a morfina), supressão da medula óssea com citopenias (baixos valores de células do sangue), hipercalcemia (aumento do cálcio no sangue) e fracturas patológicas.

    A hipercalcemia (aumento do cálcio no sangue) ocorre em cerca de 30% dos doentes com estados avançados de mieloma múltiplo, cancro da mama e do pulmão.

    Mais raramente, síndromes de compressão nervosa (em que há sintomas devido a compressão de nervos pelas metastases ) podem ocorrer, o mais grave dos quais é a compressão da espinal medula.

    O envolvimento do esqueleto por metastases significa que a doença é incurável e que só terapêuticas paliativas (para atenuação dos sintomas mas sem o objectivo de curar) são possíveis.

    Nos últimos anos, a patofisiologia das metástases ósseas tem tido progressos importantes. Os eventos envolvidos incluem uma sequência de mecanismos a nível celular.

    Em termos gerais, as células malignas escapam-se do tumor primário (ou inicial) e entram na circulação, um evento que implica a produção de enzimas proteolíticas (que degradam proteínas) pelas células tumorais.

    Uma vez no sítio metastático, as células malignas viajam através de vasos sinusóides (pequenos vasos capilares) da medula óssea e são, então, atraídas,através de mecanismos quimiotácticos (mecanismos de atracção de células em que estas seguem concentrações progressivamente maiores de determinada molécula, "como que atraídas pelo cheiro"), para a superfície óssea, onde produzem péptidos (pequenas proteínas) que são responsáveis pela destruição óssea.

  2. # ADS
    ========
    Data de Inscrição
    03-10-2006
    Localização
    G-Sat
    Idade
    6
    Mensagens
    Muitas

       Publicidade

     

     

  3. #2
    G-Sat VIP Avatar de camartins
    Data de Inscrição
    Oct 2006
    Localização
    G-Sat
    Idade
    44
    Mensagens
    2.757
    Agradecer
    190
    Agradecido 87 vezes
    Em 53 tópicos

    Padrão Re: Metástases Ósseas

    LESÕES PREDOMINANTEMENTE OSTEOLÍTICAS (COM DESTRUIÇÃO DO OSSO)

    A maioria dos tumores que involvem o esqueleto causam lesões osteolíticas (por exemplo., cancro da mama e do pulmão). A osteólise (destruição de osso) deve-se à activação de células do tecido ósseo multinucleadas chamadas osteoclastos. A activação dos osteoclastos é mediada por agentes como a hormona da paratiróide e outros mediadores produzidos por células do tecido imune activadas pela presença de células malignas.

    O aumento na síntese e activação dos osteoclastos tem como consequência final a destruição óssea. No mieloma múltiplo, secundário a uma proliferação de plasmócitos (células produtoras de anticorpos), a patogénese é um pouco diferente; há também um aumento na reabsorção óssea induzida por osteoclastos, mas a activação destas células é, principalmente, devida a agentes genéricamente designados citocinas ("cytokines"; que são proteinas que estimulam e atraem determinadas células).

  4. #3
    G-Sat VIP Avatar de camartins
    Data de Inscrição
    Oct 2006
    Localização
    G-Sat
    Idade
    44
    Mensagens
    2.757
    Agradecer
    190
    Agradecido 87 vezes
    Em 53 tópicos

    Padrão Re: Metástases Ósseas

    LESÕES PREDOMINANTEMENTE OSTEOBLÁSTICAS (COM FORMAÇÃO DE NOVO TECIDO ÓSSEO)

    Alguns tumores causam lesões ósseas metastáticas caracterizadas pela formação de novo tecido ósseo à volta dos depósitos de células tumorais. As radiografias mostram imagens densas ,escleróticas. Estas metástases osteoblásticas ocorrem frequentemente no cancro da próstata, e, ocasionalmente, em tumores do tracto urinário (por exemplo., carcinoma de células de transição da bexiga ), cancro da mama, linfoma, mieloma e, raramente, cancro dos pulmões.

    A presença de metástases osteoblásticas é óbvia nas radiografias do esqueleto e no aumento da concentração da enzima fosfátase alcalina no soro, a qual mede a actividade osteoblástica. As metástases ósseas necessitam de terapêuticas específicas, paliativas, incluindo radioterapia, cirurgia, quimioterapia e, mais recentemente, agentes inibidores da reabsorção óssea chamados bifosfonatos (por exemplo, pamidronate), que serão objecto de futura discussão.

Tópicos Similares

  1. Dor ou Desconforto Abdominal
    Por camartins no fórum Médico
    Respostas: 0
    Última Mensagem: 29-03-2007, 21:37
  2. Alguns tipos de cancro
    Por camartins no fórum Médico
    Respostas: 19
    Última Mensagem: 29-01-2007, 16:10

Patrocínio em Destaque

Marcadores
DESCUBRA A DECO PROTESTE
Experimente já, durante 2 meses por apenas 2€ e receba um leitor MP5 multimédia de presente!
Saiba mais aqui.

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •