Publicidade

 


Página 1 de 11 12345 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 101

Tópico: Apuramento para o Mundial 2018

  1. #1
    G-Sat VIP Avatar de kok@s
    Data de Inscrição
    Oct 2006
    Idade
    59
    Mensagens
    11.202
    Agradecer
    112
    Agradecido 507 vezes
    Em 436 tópicos
    Entradas no Blog
    2

    Padrão Eder e a vida em França após o Euro: "Ainda não digeriram bem"

     

    Na apresentação de "Vai Correr Tudo Bem!", escrito juntamente com Susana Torres, Eder admitiu que é assobiado e insultado quando joga fora nos estádios da liga francesa



    10 de julho de 2016. Decorria o minuto 109 da final do Euro 2016, entre França e Portugal, em pleno Stade de France, quando Eder disparou um remate desde fora da área, sem hipóteses para Lloris. O golo valeu o título europeu a Portugal, no maior momento do futebol nacional. Inesquecível para os portugueses, para Eder e, pelos vistos, também para os franceses.Na apresentação ontem em Lisboa da sua biografiaVai Correr Tudo Bem!, escrita juntamente com a sua coach Susana Torres, Eder admitiu que não tem sido bem recebido nos estádios franceses que visita com o seu clube, o Lille, na liga francesa."Em Lille apoiam-me muito, mas quando jogamos fora assobiam e insultam-me", afirmou, acrescentando que "há algum desagrado" porque muitas pessoas ainda "não digeriram bem" a derrota da França contra Portugal.Susana Torres, coach de alta performance que trabalha com Eder, já tinha admitido ao DN que ambos sabiam que ele ia marcar, caso o jogador entrasse em campo na final do Euro. Eder, por seu lado, admite que o objetivo era esse. "Tínhamos vindo a trabalhar nesse sentido. Estava planeado eu fazer tudo para marcar golo. Aconteceu e ficámos muito felizes", afirmou.E o golo que ficará para sempre marcado na memória dos portugueses (e franceses) fez que as pessoas confiassem mais em Eder? Para o próprio, isso é irrelevante. "Continuo focado. Não reparo se confiam mais em mim ou não. Eu confio", frisa.A confiança, essa, adveio mais do coaching, que é "muito importante" na vida do jogador. "O golo foi motivador, mas o coaching ajudou-me muito. À minha volta as coisas talvez tenham mudado, mas eu vou continuar a fazer o básico e continuar o meu percurso", aponta.Sobre o objetivo deste seu livro, Eder tem uma ideia muito clara: servir de inspiração aos outros. "As pessoas precisam de inspiração. O coaching com a Susana inspirou-me muito e tem sido fantástico. Quero continuar e acho que toda a gente devia experimentar, se pudesse", acrescentou, com Susana Torres e o seu ex-treinador Sérgio Conceição, que apresentou o livro, sentados ao seu lado.O internacional português pensa que a sua biografia pode "mostrar às pessoas que tudo é possível, mesmo quando não acreditam em nós".Com figuras como José Peseiro, Pedro Proença e Joaquim Evangelista nas primeiras filas, Eder, muito nervoso, como o próprio admitiu, afirmou também a satisfação de ter "chegado até aqui", depois das "várias batalhas" que superou."Ao início [quando Susana Torres propôs escreverem um livro] estava reticente, mas quando percebi que podia ajudar as pessoas com a minha história aceitei", acrescentou.O coaching, muito destacado pelos três oradores, foi então explicado de forma sucinta pela profissional Susana Torres, que admitiu que gostaria e está disponível para trabalhar com a Federação Portuguesa de Futebol."O coach trabalha com alguém e ajuda-o a dar o passo entre a realidade e o que essa pessoa quer fazer. Também tenho o meu coach. Mesmo quem é muito forte precisa. O problema é acharmos que só existe uma solução", explicou a mulher que também ficou famosa com o golo de Eder.A apresentação do livro ficou a cargo de Sérgio Conceição, que orientou Eder no Sp. Braga. Confirmando que a relação entre os dois "não foi fácil", contou que o jogador até lhe chamou "alguns nomes" quando não estava a jogar, mas que a sua atitude mudou quando conheceu Susana Torres, que foi inclusivamente trabalhar com Sérgio Conceição para o V. Guimarães.Sobre Eder, o técnico, agora sem clube, destacou cinco fatores fundamentais para o sucesso do jogador: "Personalidade e carácter", uma "visão incrível", "capacidade de comunicação", "humildade na aprendizagem" e "o trabalho do pormenor". "Vale a pena tentar e acreditar. Podemos até dizer que não conseguimos, mas tentámos", finalizou o treinador



    dn

  2. # ADS
    ========
    Data de Inscrição
    03-10-2006
    Idade
    6
    Mensagens
    Muitas

       Publicidade

     

     

  3. #2
    G-Sat VIP Avatar de kok@s
    Data de Inscrição
    Oct 2006
    Idade
    59
    Mensagens
    11.202
    Agradecer
    112
    Agradecido 507 vezes
    Em 436 tópicos
    Entradas no Blog
    2

    Padrão Portugal-Gibraltar: João Cancelo estreia-se a titular

    Siga aqui, em direto, a partir das 19h45, as principais incidências do primeiro encontro da 'equipa das quinas' após a conquista do Campeonato Europeu.



    Onze de Portugal: Eduardo; João Cancelo, Pepe, Bruno Alves, Raphael Guerreiro; William Carvalho, João Moutinho, João Mário; Ricardo Quaresma, Nani e Éder.



    Antevisão: Precisamente 53 dias após a conquista do Campeonato Europeu, a seleção portuguesa está de volta à ação. E que melhor maneira para começar o período pós-conquista histórica do que com outro feito histórico?Portugal e Gibraltar irão defrontar-se, esta quinta-feira, no Estádio do Bessa, um duelo inédito, até porque esta nação, que muitos veem como apenas um simples rochedo, apenas começou a competir oficialmente em 2013.Adivinha-se uma partida com de tudo um pouco. Festa de ambos os lados (por motivos distintos), solidariedade (uma percentagem da receita de bilheteira irá reverter para o IPO do Porto), mas também o início de um novo período, algures entre a vitória no Euro e o início da caminhada para o Mundial de 2018, que começa já na terça-feira, frente à Suíça.Ciente da importância do duplo confronto, Fernando Santos não promoveu poupanças na convocatória. A ausência de Cristiano Ronaldo será, certamente, notada, mas jogadores como André Silva e João Cancelo terão a oportunidade de começar a marcar terreno na sua primeira chamada à seleção.


    nm

  4. #3
    G-Sat VIP Avatar de kok@s
    Data de Inscrição
    Oct 2006
    Idade
    59
    Mensagens
    11.202
    Agradecer
    112
    Agradecido 507 vezes
    Em 436 tópicos
    Entradas no Blog
    2

    Padrão [5-0] Portugal quebrou o 'rochedo' à campeão


    Encontro particular com Gibraltar, no Bessa, terminou com goleada lusa.









    Análise: Portugal entra no período pós-conquista do Campeonato Europeu com uma vitória. E que vitória. Frente a um conjunto de Gibraltar que nunca foi capaz de oferecer réplica, a ‘equipa das quinas’ saiu do Bessa com uma goleada por 5-0.






    Nani marcou os dois primeiros golos, e abriu caminho para os tentos de João Cancelo, Bernardo Silva e Pepe.
    Fernando Santos optou por perfilar a equipa num 4x3x3 puro, com Éder no centro e Ricardo Quaresma e Nani nas alas. No entanto, isto não significou uma seleção nacional simétrica. Bem pelo contrário.
    Não, em Portugal os extremos não se tocam
    Durante a primeira parte, as alas da seleção pareciam as de duas equipas totalmente diferentes. A aposta recaiu, maioritariamente, pela ala direita, mas foi pela esquerda que Portugal atacou melhor.
    Pela direita, João Cancelo e Quaresma apostaram nos desequilíbrios individuais antes de chegar à linha e cruzar. Pela esquerda, Nani, Raphael Guerreiro e João Mário protagonizaram alugmas interessantes jogadas de entendimento, que permitiam chegar à área de forma mais sustentada.
    Prova disso foi o lance que se seguiu ao golo de Portugal. Nani encontrou João Mário na área com um grande passe e este entregou o golo a Éder, que atirou de forma completamente desastrosa, naquele que foi um de vários golos desperdiçados pelo avançado.
    Intervalo marcou regresso da fórmula ‘Campeão Europeu’
    Portugal entrou na segunda parte verdadeiramente transfigurado. O estreante André Silva rendeu Éder, Bernardo Silva entrou para o lugar de Quaresma e Adrien substituiu William Carvalho. Mas as mudanças não se ficaram pelas caras.
    Fernando Santos recuperou a estratégia com que Portugal se apresentou no Campeonato Europeu, colocando João Mário no lado esquerdo, Bernardo Silva do lado direito e uma dupla formada por André Silva e Nani no centro, e os efeitos foram imediatos.
    A ‘equipa das quinas’ regressou verdadeiramente endiabrada dos balneários. Ora pelas alas, ora pelo centro, ora por onde quer que fosse, a seleção nacional foi um verdadeiro quebra-cabeças e foi com naturalidade que Nani chegou ao segundo, após um cruzamento primoroso de Bernardo Silva.
    Se, na primeira parte, Gibraltar se limitou a afastar a bola de qualquer maneira possível, na segunda o território britânico viu-se completamente às aranhas para parar o vendaval ofensivo de Portugal.
    A hora dos miúdos
    Como diria Cristiano Ronaldo, os golos são como o ketchup. O primeiro custou, o segundo surgiu com naturalidade e, a partir daí, o frasco derramou. Golos a rodos e para todos os gostos no Bessa.
    E, ainda melhor, com intervenção clara dos chamados ‘miúdos’. Que Bernardo Silva tem qualidade, ninguém duvida, e voltou a mostrá-lo. Mas os estreantes João Cancelo e André Silva também fizeram questão de mostrar que o futuro da seleção está bem entregue.
    Se, há uns tempos, a questão da renovação da seleção se colocou, hoje ficou claro que Fernando Santos tem matéria-prima mais do que suficiente para assegurar uma tranquila caminhada para o Mundial de 2018.
    Momento do jogo: O segundo golo de Portugal nasce de um lance que tem tanto de simples como de belo, mas o seu significado não se cinge ao marcador. Bernardo Silva entrou, revolucionou o jogo da ‘equipa das quinas’ e, aos 22 anos, volta a mostrar que o futuro a longo-prazo desta seleção está assegurado. Já Nani, o melhor em campo, não só pelos golos, como por aquilo que fez jogar, fez esquecer o lesionado Cristiano Ronaldo. E esse é o melhor elogio que lhe podemos fazer.
    ----------------------------------------------------------------------------------------
    90' - Apito final. Portugal sai do Bessa com uma goleada por 5-0 sobre Gibraltar.
    79' - GOLO de Portugal! Nem há tempo para respirar! Pepe, de cabeça, faz o quinto da seleção lusa.
    77' - GOLO de Portugal! Confirma-se a goleada para a seleção nacional. Bernardo Silva atirou, aparentemente sem perigo, mas a bola passou por entre as mãos de Perez. O guarda-redes de Gibraltar ficou muito mal na fotografia!
    73' - GOLO de Portugal! Mais um belo golo de Portugal! Brilharam os miúdos! O estreante André Silva fez um passe genial para o estreante João Cancelo, que, com uma autêntica bomba, fuzilou a baliza de Gibraltar.
    55' - GOLO de Portugal! Que cruzamento delicioso de Bernardo Silva! Canto marcado à maneira curta, o jogador do Mónaco serve Nani que, com um pequeno toque de cabeça, desvia a bola para o fundo da baliza.
    46' - Começa a segunda parte. Portugal entra em campo com três caras novas. Adrien entra para o lugar de William Carvalho. Bernardo Silva rende Quaresma. André Silva estreia-se ao substituir Éder.
    45' - Intervalo no Estádio do Bessa. Portugal recolhe aos balneários em vantagem sobre Gibraltar graças ao golo de Nani.
    37' - Muito perto o segundo golo de Portugal! Éder, pressionado pelo adversário, atirou a bola ao poste. Na recarga, João Mário deixou-se antecipar e o guarda-redes agarrou o esférico.
    30' - Que falhanço de Éder! João Mário entregou o golo numa travessa ao herói do Campeonato Europeu, mas este, com o guarda-redes de Gibraltar desequilibrado, atirou a bola muito por cima da baliza.
    27' - GOLO de Portugal! Nani dá o melhor seguimento a uma bola bombeada por Bruno Alves e marca o primeiro de Portugal no Bessa.
    23' - Agora foi a vez de João Moutinho almejar a baliza. O médio atirou de primeira, mas o remate saiu muito torto e bastante longe da baliza.
    19' - Grande remate de João Mário! Sem preparação, o jogador do Inter de Milão rematou com muita violência, fazendo a bola passar centímetros acima da trave. Mais uma vez muito perto o golo.
    7' - Mais uma vez Éder a tentar o golo! O avançado recebeu um belo passe de William Carvalho, rodou sobre o marcador direto e tentou a sorte, mas o remate passou longe da baliza.
    3' - Primeiro sinal de perigo para Portugal! João Cancelo cruzou e Éder cabeceou contra a cabeça de um defesa adversário.
    0' - Erez Papir dá o apito inicial. Pontapé de saída para
    Onze de Portugal: Eduardo; João Cancelo, Pepe, Bruno Alves, Raphael Guerreiro; William Carvalho, João Moutinho, João Mário; Ricardo Quaresma, Nani e Éder.
    Onze de Gibraltar: Perez; Joseph Chipolina, Roy Chipolina, Wiseman, Casciaro; Bardon, Mascarenhas-Olivero, Garcia, Payas; Casciaro e Walker.
    Antevisão: Precisamente 53 dias após a conquista do Campeonato Europeu, a seleção portuguesa está de volta à ação. E que melhor maneira para começar o período pós-conquista histórica do que com outro feito histórico?
    Portugal e Gibraltar irão defrontar-se, esta quinta-feira, no Estádio do Bessa, um duelo inédito, até porque esta nação, que muitos veem como apenas um simples rochedo, apenas começou a competir oficialmente em 2013.
    Adivinha-se uma partida com de tudo um pouco. Festa de ambos os lados (por motivos distintos), solidariedade (uma percentagem da receita de bilheteira irá reverter para o IPO do Porto), mas também o início de um novo período, algures entre a vitória no Euro e o início da caminhada para o Mundial de 2018, que começa já na terça-feira, frente à Suíça.
    Ciente da importância do duplo confronto, Fernando Santos não promoveu poupanças na convocatória. A ausência de Cristiano Ronaldo será, certamente, notada, mas jogadores como André Silva e João Cancelo terão a oportunidade de começar a marcar terreno na sua primeira chamada à seleção.


    nm


  5. #4
    G-Sat VIP Avatar de kok@s
    Data de Inscrição
    Oct 2006
    Idade
    59
    Mensagens
    11.202
    Agradecer
    112
    Agradecido 507 vezes
    Em 436 tópicos
    Entradas no Blog
    2

    Padrão Lopetegui estreia-se com triunfo na Bélgica

    Espanha venceu por 2-0 e a Grécia bateu fora a Holanda com um golo do benfiquista Mitroglou




    O treinador Julen Lopetegui, ex-FC Porto, estreou-se esta quinta-feira ao serviço da seleção de Espanha com promissor triunfo por 2-0 na visita à Bélgica, em jogo particular, enquanto o benfiquista Mitroglou marcou na visita da Grécia à Holanda.David Silva foi o homem do jogo com tentos aos 34, em remate na zona frontal, e aos 62, a converter um penalti.Lopetegui apostou, para já, em evolução ao invés de revolução, já que o extremo Vitolo foi a maior novidade no 'onze' em relação à era Vicente del Bosque, campeão da Europa e do Mundo pela 'roja'.Em Bari, a Itália foi impotente para travar a vice-campeã europeia França, que se impôs por 3-1.Martial colocou os gauleses na frente (17) e o experiente Graziano Pellè ainda empatou (21), mas Giroud recolocou a França no comando (28) e Kurzawa sentenciou o 3-1 final (81).Maior surpresa foi o triunfo da Grécia por 2-1 na visita à Holanda, que continua a atravessar uma fase menos fulgurante.Wijnaldum (14) ainda colocou a 'laranja' na frente, mas o benfiquista Mitroglou (29) e Gianniotas (74) consumaram a reviravolta dos helénicos.O outro grego do Benfica, Samaris, fez o jogo todo e Bas Dost, reforço do Sporting, entrou a 10 minutos do fim na seleção da Holanda, para o lugar de Willems.



    dn

  6. #5
    G-Sat VIP Avatar de kok@s
    Data de Inscrição
    Oct 2006
    Idade
    59
    Mensagens
    11.202
    Agradecer
    112
    Agradecido 507 vezes
    Em 436 tópicos
    Entradas no Blog
    2

    Padrão André Gomes dispensado por lesão e rendido por André André

    Médio é baixa para o jogo de terça-feira com a Suíça. Fernando Santos chamou André André do FC Porto


    O médio André Gomes foi esta sexta-feira dispensado da seleção portuguesa de futebol devido a uma lesão muscular na perna direita, informou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Para o seu lugar o selecionador Fernando Santos chamou André André, jogador do FC Porto.Depois de ter abandonado o relvado no jogo Portugal-Gibraltar (5-0), na quinta-feira, a 10 minutos do final, André Gomes deixou hoje os trabalhos da 'equipa das quinas', sem que seja ainda conhecido se vai ser substituído na convocatória do selecionador Fernando Santos.No final do encontro, Fernando Santos afirmou que, face à dor manifestada pelo médio do FC Barcelona, optou por retirar André Gomes por precaução, numa altura em que já tinha esgotado as seis substituições permitidas no encontro particular.Portugal, que volta a treinar no sábado, às 10:30, vai iniciar a qualificação para o Mundial2018 na terça-feira, na Suíça, em jogo do Grupo B.



    dn

  7. #6
    G-Sat VIP Avatar de kok@s
    Data de Inscrição
    Oct 2006
    Idade
    59
    Mensagens
    11.202
    Agradecer
    112
    Agradecido 507 vezes
    Em 436 tópicos
    Entradas no Blog
    2

    Padrão Santos também pode reclamar o título de mais estreias na seleção

    Em termos proporcionais, o atual selecionador bate os seus três antecessores (Scolari, Carlos Queiroz e Paulo Bento) aos pontos. Nos últimos dois anos, o engenheiro lançou um total de 22 jogadores em 27 jogos realizados



    Fernando Santos lançou até ao momento 22 jogadores nos 27 jogos em que orientou a seleção nacional (média de 0,8 por desafio). Um número que, em termos proporcionais, supera os dos seus três antecessores, isto apesar de Luiz Felipe Scolari ter promovido 30 futebolistas, mas em 75 encontros (média de 0,4 por jogo) e num espaço de tempo muito superior.Já Carlos Queiroz, que sucedeu ao treinador brasileiro ainda durante a gerência de Gilberto Madaíl, promoveu as estreias de 16 atletas em 29 partidas (média de 0,6 e curiosamente só com um médio na lista, Rúben Amorim), enquanto Paulo Bento lançou 24 em 47 partidas (média de 0,5), ou seja, apenas mais dois em quase o dobro do tempo no cargo.No jogo particular de quinta-feira com Gibraltar foram mais dois estreantes: João Cancelo, 22 anos, defesa direito do Valência - o segundo mais novo dos sete internacionais A que marcaram na estreia por Portugal neste século, depois de Nani - e o ponta-de-lança André Silva, 20 anos, do FC Porto.Na sua apresentação como selecionador, Fernando Santos até referiu que não gostava da palavra renovação, garantindo que para ele os jogadores não tinham bilhete de identidade. Como se provou com a presença de Ricardo Carvalho na fase final do Europeu, aos 38 anos.Mas tal como não tem dúvidas em chamar futebolistas com idade avançada, Santos não se priva de lançar jovens atletas. Só nos seus primeiros dez jogos no cargo foram 15 as caras novas, uma média impressionante de um jogador e meio por partida, que era praticamente impossível manter. Mas nos 22 novos atletas em quem confiou houve espaço para um veterano, José Fonte, que tinha 30 anos quando teve a honra de vestir a camisola da seleção pela primeira vez.Logo no seu primeiro jogo, diante da França, em outubro de 2014 (derrota por 2-1), Fernando Santos promoveu as estreias de Cédric e de João Mário. E neste trajeto de quase dois anos não teve problemas em apostar em miúdos como Gonçalo Guedes, Rúben Neves e Renato Sanches, todos na altura com apenas 18 anos.O jogo particular com Cabo Verde, em março do ano passado, foi a partida com mais caras novas chamadas: Marafona (ainda não foi internacional A), André Pinto, Tiago Pinto (também ainda não se estreou), Danilo, André André, Ukra e Rui Fonte (também ainda não jogou) e Lucas João (alinharia pela primeira vez com a Rússia).À medida que a fase final do Euro 2016 se ia aproximando, foram naturalmente diminuindo as caras novas. Entre 14 de novembro de 2015 - quando utilizou Gonçalo Guedes, Rúben Neves, Lucas João e Ricardo Pereira num particular na Rússia - e o torneio em que Portugal se sagrou campeão europeu, Renato Sanches foi a única novidade - estreou-se a 25 de março, na derrota caseira com a Bulgária.Alargado lote de escolhasJoão Cancelo e André Silva foram os últimos a ter uma oportunidade, mas já vários nomes se perfilam para figurar no lote de eleitos a curto/médio prazo, sendo os mais óbvios Rúben Semedo, André Horta, Diogo Jota ou Gelson Martins.Toni, treinador duas vezes campeão nacional pelo Benfica que integrou a equipa técnica da seleção liderada por Fernando Cabrita, defende que o número elevado de jogadores lançados pelo atual selecionador nacional "mostra claramente o alargado lote de escolhas existente, assegurando um presente e um futuro risonhos", e elogiando o facto "de a renovação ter sido feita com a conquista do título de campeão europeu".De resto, Toni concorda com a estratégia que tem sido seguida por Fernando Santos. "O seu principal foco foi garantir a qualificação para o Campeonato da Europa e para isso procurou uma boa base de jogadores, apostando em várias alterações cirúrgicas com bons resultados", indicou.Toni não duvida de que o futuro está assegurado, realçando "o excelente trabalho desenvolvido nas academias dos clubes - e não só apenas nas dos três grandes -, a qualidade dos treinadores portugueses e a estratégia seguida pela Federação Portuguesa de Futebol e pela Liga de Clubes, que vai permitindo o aparecimento de jovens talentos".De acordo com Toni, "hoje em dia existe uma motivação intrínseca nos jovens jogadores portugueses, que sabem que a sua oportunidade na seleção principal acabará por chegar, desde que obviamente tenham qualidade". E sublinha que já não é apenas nos grandes clubes portugueses que os maiores talentos se afirmam, realçando "os casos de Bernardo Silva, no Mónaco, e de João Cancelo, no Valência, que emigraram e conseguiram jogar ao mais alto nível em grandes clubes de campeonatos competitivos".



    dn

  8. #7
    G-Sat VIP Avatar de kok@s
    Data de Inscrição
    Oct 2006
    Idade
    59
    Mensagens
    11.202
    Agradecer
    112
    Agradecido 507 vezes
    Em 436 tópicos
    Entradas no Blog
    2

    Padrão Depois de acusações da seleção suíça, Portugal responde à letra

    Seleção portuguesa não demorou a responder às acusações, em tom de brincadeira, da seleção suíça de futebol.



    Portugal só defronta a Suíça esta terça-feira, naquele que é o primeiro jogo do apuramento para o Mundial’2018, mas o encontro parece já ter começado fora das quatro linhas.


    Este domingo, a seleção suíça viu um balão durante a sessão de treinos e acusou a seleção portuguesa de espiar a sua tática antes do jogo, em jeito de brincadeira mas com um pequeno toque de provocação.A resposta da formação das quinas não demorou muito e chegou através das redes sociais: “Não precisamos de um balão de ar”, lê-se no Twitter oficial da seleção portuguesa, que depois justificou.








    nm

  9. #8
    G-Sat VIP Avatar de kok@s
    Data de Inscrição
    Oct 2006
    Idade
    59
    Mensagens
    11.202
    Agradecer
    112
    Agradecido 507 vezes
    Em 436 tópicos
    Entradas no Blog
    2

    Padrão Fernando Santos: "Houve um certo deslumbramento"

    Portugal perdeu esta terça-feira com a Suíça (2-0), no arranque da fase de apuramento para o Mundial 2018.



    Fernando Santos, em declarações à RTP, no final do jogo que Portugal perdeu com a Suíça (2-0), no arranque da fase de apuramento para o Mundial 2018, admitiu que "houve um certo deslumbramento"."Entrámos muito bem no jogo, mas deslumbrámo-nos. Fomos pressionantes e não deixámos o meio-campo da equipa suíça funcionar. Fizemos isso muito bem durante 15/20 minutos. Depois houve um certo deslumbramento. O jogo ficou partido, fomos pouco pragmáticos e a Suíça marcou na primeira ocasião que teve", resumiu o selecionador nacional."Depois faltou o resto: fazer faltas quando é necessário. Inexplicavelmente a equipa recuou e perdeu a capacidade de defender bem. Faltou-nos pragmatismo", assumiu.Sobre as mexidas na equipa: "É sinal de que não estava contente com o resultado. Deixou de funcionar depois do primeiro golo da Suíça. Sofremos um segundo golo em contra-ataque, estamos numa fase de apuramento e estas coisas não deviam ser assim.""Procurámos encontrar soluções de golo. Tivemos duas ou três situações e podíamos ter criado mais. Num momento em que Portugal começou a jogar com o coração do que com a cabeça (nos último cinco ou dez minutos), a Suíça começou a aparecer mais com perigo. Tentámos, criámos e penso que se tivéssemos feito um golo podíamos ter dado a volta. Há coisas que temos de modificar", admitiu .Fernando Santos.



    dn

  10. #9
    G-Sat VIP Avatar de kok@s
    Data de Inscrição
    Oct 2006
    Idade
    59
    Mensagens
    11.202
    Agradecer
    112
    Agradecido 507 vezes
    Em 436 tópicos
    Entradas no Blog
    2

    Padrão Campeão da Europa cai perante a Suíça

    Portugal entrou com o pé esquerdo na fase de apuramento para o Mundial 2018 ao perder por 2-0 em Basileia



    A seleção nacional foi derrotada esta terça-feira em Basileia com a Suíça, por 2-0, no primeiro jogo da fase de qualificação para o Mundial 2018.Embolo e Mehmedi marcaram os dois golos da equipa helvética aos minutos 24 e 30. Portugal tentou tudo para dar a volta ao resultado, mas a equipa da casa defendeu bem a sua baliza.Com este resultado, Fernando Santos soma a sua primeira derrota como selecionador nacional, ao fim de 14 jogos oficiais.Eis os onzes iniciais:SUÍÇA - Sommer; Lichtsteiner, Schär, Djourou, Ricardo Rodriguez; Xhaka, Berhami; Embolo, Dzemaili, Mehmedi; SeferovicPORTUGAL - Rui Patrício; Cédric Soares, Pepe, José Fonte, Raphaël Guerreiro; William Carvalho; Bernardo Silva, João Moutinho, Adrien Silva; Nani, ÉderLeia o "filme" do jogo:
    Suíça 2 : 0 Portugal
    última atualização : 2016/09/06 21:37listar por :


    21:36

    Termina. Suíça, 2- Portugal, 0No primeiro jogo oficial como campeão da Europa, Portugal foi derrotado pela Suíça em Basileia. Chegou ao fim uma série de 14 jogos oficiais sem perder por parte do selecionador Fernando Santos.

    21:3590+3: Nani remata forte, mas contra um adversário

    21:3490+2: Cartão vermelho a Xhaka por falta sobre Adrien. Foi duplo amarelo

    21:3390'+1' Raphael Guerreiro remata para as nuvens

    21:3290' Vão jogar-se mais três minutos

    21:3089' Substituição na Suíça: entre Gelson Fernandes e sai Dzemaili

    21:2988' Nani serve Quaresma, mas o remate sai desviado por Schar

    21:2987' Xhaka remata de longe para defesa de Rui Patrício

    21:2886' Defende Patrício a parar uma boa jogada de contra ataque dos suíços, que Derdyok não finalizou da melhor forma

    21:2483' Livre de Guerreiro e Sommer defende para canto

    21:2382' Ao poste!!!! Nani cabeceou ao poste! Incrivel. É um cruzamento brilhante de Quaresma! Que azar

    21:2078' Substituição na Suíça: sai Seferovic e entra Derdyok

    21:1876' Grande remate de José Fonte à entrada da área, mas sai ao lado... mais uma vez

    21:1675' Remate de Bernardo Silva ao lado

    21:1573' Livre de Quaresma e José Fonte não chega a tempo para o desvio

    21:1270' Dzemaili perde o 3-0! Após passe de Mehmedi, o médio remata cruzado, já dentro da área, mas ao lado

    21:1169' Substituição na Suíça: sai Liechtsteiner e entra Widmer

    21:1068' Substituição de Portugal: sai João Moutinho e entra Quaresma

    21:0968' Remate de Guerreiro por cima

    21:0665' Remate de Adrien Silva por cima




    dn


  11. #10
    Administrador Avatar de Joao Santos
    Data de Inscrição
    Oct 2006
    Idade
    57
    Mensagens
    22.146
    Agradecer
    2.316
    Agradecido 2.858 vezes
    Em 1.793 tópicos
    Entradas no Blog
    43

    Padrão Re: Campeão da Europa cai perante a Suíça

    Voltamos à mediocridade habitual ....

Página 1 de 11 12345 ... ÚltimoÚltimo

Tópicos Similares

  1. Angola falha apuramento para a Copa de 2014
    Por Joao Santos no fórum Angola
    Respostas: 0
    Última Mensagem: 16-06-2013, 09:13

Tags para este Tópico

Patrocínio em Destaque

Marcadores
DESCUBRA A DECO PROTESTE
Experimente já, durante 2 meses por apenas 2€ e receba um leitor MP5 multimédia de presente!
Saiba mais aqui.

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •